Ponto de ordem

O ponto de pedido é o nível de estoque em que, com base em critérios, devemos reabastecê-lo, com o objetivo de evitar uma escassez.

Ponto de ordem

Este método é útil para evitar a falta de estoque. Isso, pois serve para determinar o ponto exato em que o pedido deve ser feito aos fornecedores e, com isso, evitar uma situação de escassez, em que precisamos de estoques para dar continuidade às operações.

As empresas continuam expostas às flutuações da demanda e de seus níveis de oferta. O primeiro que eles não podem controlar, eles podem apenas predizê-lo com maior ou menor precisão. Enquanto isso, o nível de oferta é uma variável interna que eles podem controlar. Portanto, eles devem garantir que o nível seja suficiente para manter as prateleiras abastecidas.

Para isso, o ponto de pedido é uma ferramenta muito útil para atingir esse objetivo.

Como calcular o ponto de novo pedido

Calcular o ponto do pedido é um processo simples. Primeiro, exige que a organização tenha clareza sobre seu nível médio de vendas diárias. Em segundo lugar, você precisa saber os prazos de entrega dos fornecedores, em um intervalo de dias o mais reduzido possível. Por fim, descubra se existe ou não uma política de estoque de segurança.

Assim que tivermos os pontos anteriores claros, o seguinte cálculo é realizado:

ROP = Vendas médias diárias * tempo de entrega + estoque de segurança

No caso de não possuir estoque de segurança, esta variável é igual a 0 na fórmula anterior. Isso pode acontecer na venda de produtos perecíveis ou quando os prazos de entrega costumam ser curtos.

Representação gráfica do ponto de pedido

Graficamente, o ciclo de reposição por meio do ROP seria o seguinte:

Ponto de ordem

Ao usar o ROP, você deseja calcular com a maior precisão possível o tempo entre P 1 (ponto de pedido) e R 1 (tempo de reabastecimento). Se não houver estoque de segurança, um erro na estimativa significaria uma falta. Portanto, teria consequências negativas para a empresa.

Por fim, é importante destacar que os valores para o cálculo das variáveis ​​não são fixos. Em outras palavras, uma empresa pode ter um determinado ROP por um determinado período de tempo. Esse período pode ser mensal, trimestral ou semestral, por exemplo. Em qualquer caso, depende do ciclo da demanda ao longo do ano.

Exemplo de ponto de pedido

Suponhamos que a Alfa seja uma empresa que apresenta os seguintes resultados nas suas vendas:

Mês Vendas (em unidades)
Janeiro 840
fevereiro 1.000
marchar 930

Simplificando para 30 dias por mês, obtemos que são vendidas em média 31 unidades por dia. Agora, para calcular o prazo de entrega temos as seguintes informações:

Pedidos Mês Tempo de entrega (em dias)
1 Janeiro 7
2 Janeiro 6
3 fevereiro 8
4 marchar 7

Portanto, temos que o tempo médio de entrega é de 7 dias. Além disso, sabemos que a empresa possui um estoque de segurança que cobre 4 dias de vendas. Agora, procedemos ao cálculo:

ROP = (31 * 7) + (31 * 4) = 341

Neste caso, obtivemos que a empresa deverá fazer seu pedido quando tiver 341 unidades em estoque.

Importância do ponto de pedido

A empresa deve evitar a falta de estoque ou o acúmulo de estoque ocioso. No primeiro caso, você perde oportunidades de vendas e, no segundo, acumula custos de armazenamento.

Portanto, o ROP é uma ferramenta útil para prevenir ambos os cenários e aí reside a importância de conhecê-lo. Também ajuda a otimizar o estoque e reabastecê-lo na hora certa.