Património

Patrimônio líquido é um conceito que se refere à diferença entre os ativos e passivos de uma empresa. Mede o investimento realizado e disponibilizado pelos seus parceiros do ponto de vista líquido, uma vez que exclui elementos passivos e externos. Também é conhecido como patrimônio líquido, patrimônio líquido ou patrimônio líquido.

Património

O patrimônio líquido reflete o investimento dos proprietários em uma entidade e geralmente consiste em suas contribuições mais ou menos seus lucros retidos ou prejuízos acumulados, além de outros tipos de excedentes, como excesso ou acumulação insuficiente de capital e doações.

Assim, de acordo com os critérios básicos de contabilidade, esse conceito compõe o balanço patrimonial de uma organização ou empresa juntamente com o ativo e o passivo. Ou seja, mostra o que possui, por si, em um determinado momento.

Esse elemento contábil tem a característica marcante de servir como indicador da saúde contábil ou econômica de uma empresa, pois mostra sua capacidade de se autofinanciar.

A distribuição ou reembolso de dividendos aos acionistas ou sócios decorre dessa partição contábil. Isso responde ao direito existente dos proprietários de uma empresa sobre os ativos líquidos que ela possui.

O patrimônio líquido, por sua vez, é formado como um elemento composto por outros conceitos por sua vez, uma vez que reúne o capital social, as reservas e outros elementos.

Cálculo do patrimônio líquido

O seu cálculo reside na diferença resultante da subtração do passivo ao ativo, resultando numa magnitude de financiamento próprio alheio a fatores externos passivos.

Por esse motivo, existem outras formas de denominar o patrimônio líquido, como patrimônio líquido de uma empresa, patrimônio líquido ou patrimônio líquido.

Esse cálculo, realizado de forma econômica exata, muitas vezes também serve como um indicador do valor de uma empresa. Em outras palavras, dá uma ideia do valor disso se você descontar suas dívidas e compromissos e devolver o patrimônio resultante aos seus proprietários.

Composição do patrimônio líquido

Os diferentes elementos contábeis que compõem o patrimônio líquido de uma empresa são os seguintes:

  • Capital social, formado pelas contribuições feitas pelos sócios da empresa.
  • Reservas de capital.
  • Capital de giro, como os recursos disponíveis para as atividades diárias. Freqüentemente é identificado com liquidez.
  • Possíveis ocorrências de sobras ou perdas de capital contabilístico decorrentes da atividade.
  • Aparecimento de dividendos a serem distribuídos entre proprietários ou sócios.
  • Outros lucros resultantes da atividade da empresa, quer acumulados, quer do exercício em curso.

Todas essas contas são consideradas contas de capital, sendo uma união ou soma a conformação do capital líquido ou patrimônio de uma organização. Em um esquema básico, geralmente é afirmado que o capital contribuído e o capital obtido na atividade o constituem.