Oscilador Gator

O Gator Oscillator, em inglês Gator Oscillator, é um indicador técnico desenvolvido por Bill Williams utilizado para estudar tendências de estoque e complementar o indicador Alligator desenvolvido pelo mesmo autor.

Oscilador Gator

O oscilador Gator é usado além do indicador Alligator. Mede a convergência / divergência das médias móveis que compõem o indicador Alligator. É usado para estudar as tendências de alta ou baixa de um ativo financeiro. Assim, a depender do valor obtido pelo histograma que o representa, indica a fase de evolução do mercado de ações em que o ativo financeiro se encontra.

Como podemos ver no gráfico anterior, o indicador é um histograma composto por barras verdes e vermelhas e uma linha central tracejada. Essa linha central também é chamada de linha zero. De forma que as barras (vermelhas ou verdes) sejam construídas em torno desse valor.

Como o indicador Gator é calculado?

Derivado do que apontamos no início, o indicador Gator é baseado no indicador Alligator. Na verdade, sua fórmula é praticamente a mesma. Somente em vez de ser representado no gráfico, como no indicador Alligator, o cálculo é refletido na forma de um histograma. Portanto, seu cálculo é o seguinte:

  • M = MMSu de 13 períodos (PM) e 8 de deslocamento
  • D = MMSu de 8 períodos (PM) e 5 de deslocamento
  • L = MMSu de 5 períodos (PM) e 3 de deslocamento

Para levar em consideração as seguintes considerações:

  • M = mandíbula
  • D = Dentes
  • L = lábios
  • MMSu = média móvel suavizada
  • PM = As médias móveis são calculadas nos pontos médios das velas japonesas. [(Máximo + mínimo) / 2]
  • Shift = É o número de período que a média móvel avança.

Agora, feito esse cálculo e conhecendo cada uma das partes que o compõem, desenha-se o oscilador Gator. Ou seja, desenhar o oscilador Gator significa construir o histograma:

Barra superior (acima de zero) = | Mandíbula (M) – Dentes (D) |

Barra inferior (abaixo de zero) = | Dentes (D) – Lábios (L) |

As barras verticais entre as quais o cálculo está localizado indicam que o valor da subtração está em valor absoluto. Resta saber por que algumas barras são vermelhas e outras verdes.

  • Barra vermelha = se o valor da barra for inferior ao valor da barra anterior.
  • Barra verde = se o valor da barra atual for maior que o valor da barra anterior.

A importância de entender o que depende se uma barra é verde ou vermelha é que seu uso depende das cores. Ou seja, dependendo das cores que as barras assumirem, o indicador estará sinalizando movimento em uma direção ou outra.

Negociando com o Gator Oscillator

Depois de sabermos para que serve e como é calculado, veremos como colocar o conhecimento em prática. Este indicador, entretanto, é projetado para complementar o indicador Alligator e faz parte do sistema de negociação Bill Williams. Por isso, seu uso de forma isolada não é recomendado. Sabendo disso, vamos ver quais sinais de negociação este indicador oferece. Para isso, vamos dividir o seu estudo em 4 fases:

  1. Despertar do Gator:

    As barras superior e inferior mostram cores diferentes. O que indica que a tendência do mercado de ações não é clara. Este não é um bom momento para entrar em posições compradas ou vendidas, mas o trader deve prestar atenção. O jacaré está acordando.

  2. O Gator vai caçar:

    As barras superior e inferior são verdes. Ou seja, a tendência das ações é claramente de alta ou de baixa e é um bom momento para adicionar posições compradas (tendência de alta) ou vendidas (tendência de baixa). O jacaré está caçando.

  3. O Gator faz você engordar:

    Após a fase de caça, uma das barras (superior ou inferior) muda para vermelho. Nesse ponto, a tendência perde força e você deve estar atento ao sinal de reversão da tendência. O jacaré comeu o jogo e está satisfeito.

  4. Descanso de Gator:

    Após a fase em que o Gator engorda, as barras superior e inferior ficam vermelhas. Você tem que fechar posições abertas e realizar lucros, a tendência está acabando. O Gator já comeu e vai dormir.

Vamos ver o acima com um exemplo:

Neste exemplo, incluímos o indicador Alligator para torná-lo mais claro. As médias móveis estão acima do preço, o que indica que a tendência é de baixa. E, portanto, a posição que devemos adotar é uma posição vendida.

Na fase 1 (despertar) as cores das barras não combinam e devemos estar atentos. Na fase 2, o Gator vai caçar (ambas as barras são verdes), então entramos em uma posição curta. Após a primeira fase de caça, o Gator está satisfeito (fase 3), mas ainda não dorme. Ele sai para caçar novamente e podemos introduzir novas posições vendidas. Após outra fase em que está satisfeito, o Gator decide dormir (fase 4) já que as duas barras são vermelhas. É hora de fechar posições vendidas e realizar lucros.

Em conclusão, sendo um indicador de tendência, é aconselhável utilizá-lo em ativos de tendência. Por exemplo, o mercado de ações. Da mesma forma, também é aconselhável usá-lo em conjunto com outros indicadores como o Alligator e usá-lo como confirmação. Em outras palavras, use-o como parte de um sistema de negociação.