Gestão da cadeia de abastecimento

O gerenciamento da cadeia de suprimentos se refere à tomada de decisões sobre o design, planejamento e operação da cadeia de suprimentos. Todas essas ações são decisivas para o sucesso ou o fracasso de uma empresa.

Gestão da cadeia de abastecimento

Ou seja, a administração da cadeia de suprimentos refere-se à gestão dessa cadeia, sendo fundamental para a rentabilidade da empresa.

O gerenciamento eficiente da cadeia de suprimentos requer a tomada de boas decisões. Portanto, é necessário ter uma grande quantidade de informações. Isso, para que a empresa possa primeiro integrar e coordenar os componentes e matérias-primas da melhor forma possível para produzir os bens e serviços que comercializa, que devem ser entregues de forma eficiente aos clientes.

Sem dúvida, uma correta administração da cadeia de suprimentos pode se tornar um elemento diferenciador para uma empresa. Também pode ser um fator determinante na aplicação de suas estratégias corporativas e de marketing. Além disso, contribui para que a cadeia de abastecimento opere melhor e ajuda a ter um melhor nível de rentabilidade.

Recursos de gerenciamento da cadeia de suprimentos

O gerenciamento da cadeia de suprimentos não deve ser confundido com materiais simples e controle de fabricação.

As principais características da gestão da cadeia de abastecimento são:

1. Considere a cadeia de abastecimento como uma unidade única

Primeiro, o gerenciamento da cadeia de suprimentos vê a cadeia como uma unidade única. Por esse motivo, não divide e delega responsabilidades entre as diferentes áreas funcionais da cadeia de abastecimento, como compras, fabricação, distribuição e vendas.

2. Requer a tomada de decisões estratégicas

Em segundo lugar, o gerenciamento da cadeia de suprimentos requer a tomada de decisões estratégicas para o processo de fornecimento. O abastecimento adequado passa a ser o principal objetivo de todas as áreas envolvidas na cadeia. Ao mesmo tempo, este objetivo é muito importante do ponto de vista estratégico, pois tem um grande impacto nas despesas gerais da empresa e no seu market share.

3. Perspectiva diferente sobre os estoques

Terceiro, o gerenciamento da cadeia de suprimentos adota uma abordagem diferente para os estoques. Porque, ele recorre ao estoque como último recurso para alcançar o equilíbrio da cadeia. Mas, não vai para os estoques desde o início.

4. Abordagem do sistema da cadeia de suprimentos

Em última análise, o foco do sistema da cadeia de abastecimento é a integração total do sistema. Ele não está interessado apenas no processo de inter-relação entre as áreas envolvidas no sistema, mas também em que elas estejam devidamente integradas.

Gestão da Cadeia de Abastecimento 1
Gestão da cadeia de abastecimento
Caracteristicas

Fases da gestão da cadeia de abastecimento

As fases mais importantes que a gestão da cadeia de abastecimento segue são as seguintes:

1. Design

Em princípio, você deve projetar ou considerar a estratégia a ser usada na cadeia de suprimentos. A empresa deve definir como será sua estrutura a médio e longo prazo. Da mesma forma, como a cadeia será configurada, como os recursos serão distribuídos e quais processos devem ser realizados.

Naturalmente, as decisões de design devem ser consistentes com os objetivos estratégicos da empresa. Isso ajudará a aumentar o nível de lucratividade. Essas decisões precisarão ser feitas a longo prazo. Isso ocorre porque as modificações no curto prazo podem ser muito caras. É claro que essas decisões devem levar em consideração as condições de incerteza nas quais o mercado opera.

As decisões mais importantes são:

  • Desempenhar as funções da rede internamente ou terceirizar.
  • Localize e determine as capacidades das instalações de armazenamento e produção.
  • Sistemas de transporte.
  • Rotas de envio e distribuição.
  • Sistemas de informação e tecnologia.

2. Planejamento

Geralmente, o período considerado para o planejamento é de um trimestre a um ano. A tomada de decisão começa com uma previsão da demanda esperada para o ano seguinte. Em seguida, é determinado quais mercados serão atendidos e de quais pontos serão atendidos. Da mesma forma, a capacidade de produção e as políticas de estoque que serão utilizadas.

Claro, sempre será necessário considerar as restrições que você enfrenta. Para realizar o processo de planejamento, busca-se sempre otimizar recursos e desempenho para maximizar os lucros. Além disso, os parâmetros dentro dos quais a cadeia de abastecimento deve operar durante um período específico devem ser estabelecidos.

3. Operação

O funcionamento da rede ocorre em duas fases:

  • Desenvolvimento: aqui se estabelece a relação com os fornecedores das matérias-primas necessárias à produção do produto. Após a escolha dos fornecedores, são definidos os meios de envio, entrega e pagamento.
  • Produção : O produto é feito, testado, embalado e com entrega planejada.

Na verdade, o objetivo da cadeia de abastecimento é satisfazer os pedidos do mercado ou dos clientes da melhor maneira possível. Períodos semanais ou diários são tomados como referência. Nesta fase a empresa distribui o estoque ou produção entre as diferentes ordens. Portanto, as datas devem ser estabelecidas em que cada pedido deve ser concluído.

Além disso, listas de sortimento de depósito são criadas, atribuindo cada pedido a um tipo de transporte e método de envio. Também desenvolvendo cronogramas de entrega. Como essas decisões são de prazo mais curto, a incerteza é reduzida e o desempenho é otimizado.

Gestão da Cadeia de Abastecimento 2
Gestão da cadeia de abastecimento
Fases

Para finalizar, pode-se dizer que a gestão da cadeia de suprimentos é vital para o desempenho e geração de lucro da empresa. O gerenciamento da cadeia de suprimentos envolve principalmente a tomada de decisões estratégicas sobre o projeto, o planejamento e a operação da cadeia.