Custos de conversão

Os custos de conversão são os custos decorrentes da atividade de transformação de uma matéria-prima de origem ou virgem em um produto já manufaturado.

Custos de conversão

Estes custos são constituídos principalmente por dois custos, por um lado o da mão-de-obra e, por outro, o relacionado com o processo de transformação ou de fabrico.

É importante destacar que nos referimos à força de trabalho que está diretamente envolvida no processo de transformação ou manufatura, portanto, deve-se detalhar quais colaboradores têm ou não papel de liderança no processo.

Por sua vez, os custos de conversão pertencem aos custos primários. Ou seja, se os custos primários são o conjunto de despesas diretamente relacionadas à fabricação de um produto ou à prestação de um serviço, nesse caso os custos de conversão fazem parte dos custos de fabricação. Isto significa que numa empresa que dedica a sua actividade principal à prestação de serviços com raras excepções, não terá despesas a classificar como ‘custos de conversão’.

Objetivos de cálculo do custo de conversão

O cálculo ou determinação do custo de conversão tenta descobrir quais as fontes de gastos que estão diretamente relacionadas com a transformação ou conversão dos produtos na empresa. Com isso, pretende-se no âmbito da contabilidade interna analisar os seguintes dados:

  • Identificação e origem de cada custo de conversão.
  • Número de custos que intervêm ou constituem os custos de conversão.
  • Peso de cada custo de conversão.
  • Detecte custos ineficientes ou desnecessários.

Com o conjunto de dados obtido, será possível, entre outras coisas, após análise da situação, tomar uma decisão ao nível da contabilidade de custos para determinar se foi apurado algum custo que não seja eficiente ou algum tipo de melhoria no processo de conversão. isso pode ser aplicável.

Fórmula de custo de conversão

Nesse caso, embora a fórmula possa parecer simples se comparada a outras que conhecemos na área econômica, determinar custos que tenham alguma relação com o processo de conversão é uma tarefa que requer uma boa análise.

Além disso, rotular incorretamente um custo não só pode nos afetar na fórmula atual, mas também desencadeia um pequeno efeito dominó ao não incluir esse custo em outra fórmula ou índice possível ao qual ele pertença.

Então, a fórmula seria a seguinte:

1

Como se pode ver, mão-de-obra é o custo que determina principalmente o processo de transformação ou conversão, daí em diante devem haver custos de natureza semelhante ou de impacto semelhante.

Exemplos são os suprimentos de eletricidade ou água que são usados ​​proporcionalmente, ou seja, quanto mais transformação, maior é a mão de obra, mas também maior é o consumo de suprimentos (se aplicável).

Exemplo de custos de conversão

Dada uma empresa que se dedica como atividade comum a transformar frutas em bebidas à base de suco ou suco concentrado destes, quais despesas das seguintes fazem parte dos custos de conversão?

  1. Matérias primas
  2. Mão de obra direta envolvida no processo de fabricação
  3. Mão de obra direta envolvida na atividade normal em geral
  4. Suprimentos que consomem no processo de fabricação (água e eletricidade)
  5. Reparo pontual de máquinas envolvidas no processo de fabricação
  6. Custos diversos diretamente envolvidos no processo de transformação

Nesse caso, os custos que fariam parte do processo de conversão são os números 2, 4 e 6, por serem aqueles que participam diretamente da transformação da matéria-prima em um produto final.