Consciência de classe

A consciência de classe é, segundo o marxismo, um elemento com o qual os indivíduos têm consciência de pertencer a uma determinada classe social e podem agir socialmente em defesa de seus interesses.

Consciência de classe

A consciência de classe é um postulado do estudo marxista da economia e da sociedade que dá ao indivíduo, que dá ao indivíduo proletário a ferramenta para se organizar em uma classe trabalhadora proletária e combater a exploração sofrida pela classe burguesa capitalista.

De acordo com essa suposição comunista e marxista, a consciência de classe evita a alienação do indivíduo. Pois ele é capaz de compreender sua situação de trabalhador oprimido e pode agir de acordo, revelando-se.

Dessa forma, graças a essa consciência de classe, qualquer pessoa tem a possibilidade de se reconhecer como parte de uma determinada hierarquia socioeconômica. De acordo com o marxismo, isso acontece de duas maneiras:

  • Você é um membro da classe burguesa e capitalista que possui os meios de produção do Estado
  • Ou você faz parte da classe operária ou do proletariado.

Possibilidades abertas pela consciência de classe

Compreender que existe uma relação antagônica e oposta entre a burguesia e o proletariado é a ideia primária para dar origem à consciência de classe. Pelo contrário, e como já foi dito, haveria alienação da sociedade se não fosse possível estabelecer esta diferenciação entre as classes burguesa e proletária no quotidiano.

Desta forma, a classe operária tem, segundo os fundamentos de Karl Marx, a obrigação de se reconhecer como tal e tender para a luta de classes e, como resultado final, a ditadura do proletariado.

Nesse sentido, pode-se definir que a consciência de classe é a base da posterior revolução operária do proletariado. Isso porque o primeiro passo para fazer isso é evitar a alienação e obter o auto-reconhecimento ou auto-afirmação como classe oprimida pelo sistema capitalista.