Capital Inicial

O capital inicial é o fundo de dinheiro necessário para uma empresa iniciar suas operações. Com estes recursos, poderá adquirir os bens e realizar todos os procedimentos obrigatórios para iniciar a sua atividade.

Capital Inicial

Ou seja, o capital inicial é aquele com o qual são adquiridos os equipamentos e instalações necessários para a empresa desenvolver seu produto ou serviço. Além disso, a empresa deve obter as licenças ou autorizações correspondentes.

O capital inicial pode ter dois tipos de fontes, capital próprio dos acionistas ou recursos de terceiros. Este último pode ser captado por meio de solicitação de empréstimo bancário, emissão de títulos, com subsídios do governo, apoio de investidores anjos, ou ainda, recurso a ferramentas mais modernas como o crowdfunding. Este último consiste em usar o capital de muitas pessoas que fizeram pequenas contribuições.

Tipos de capital inicial

O capital inicial pode ser de dois tipos:

  • Investimento inicial: Corresponde às máquinas, equipamentos, estabelecimentos, licenças e outros requisitos que mencionamos nos primeiros parágrafos deste artigo. Os empreendedores devem planejar esses investimentos desenvolvendo um orçamento e procurando as opções mais eficientes. Pode ser, por exemplo, que seja menos caro para alguns trabalhadores trabalhar em casa e alugar um pequeno escritório, em vez de alugar um estabelecimento muito grande.
  • Capital de giro: São os recursos de que a empresa precisa para manter o andamento dos negócios. Ou seja, poder fazer frente a desembolsos de curto prazo, como pagamentos a fornecedores e funcionários. Para calcular o capital de giro, os ativos circulantes são subtraídos do passivo circulante.

Principais despesas de capital iniciais

Com foco no investimento inicial, seus principais requisitos são:

  • Despesas preliminares: São aquelas anteriores ao início das operações da empresa e correspondem a estudos de mercado, visitas a possíveis fornecedores, publicidade, entre outros.
  • Despesas administrativas: Refere-se ao custo das licenças e alvarás necessários para a abertura da empresa.
  • Gastos com ativos físicos: A empresa deve adquirir máquinas e equipamentos. Mesmo sendo uma prestadora de serviços, certos ativos, como computadores, sempre são obrigados a entrar em operação.

Da mesma forma, se nos referimos ao capital de giro, podemos destacar estes outros itens principais:

  • Despesas humanas: Pagamentos regulares que devem ser feitos aos trabalhadores da empresa.
  • Fornecedores: Pagamento dos insumos necessários ao desenvolvimento dos processos produtivos ou da respectiva atividade.
  • Despesas administrativas: Referem-se a determinados custos fixos para que a empresa possa continuar operando como o aluguel do escritório e as despesas com água e luz.